domingo, 24 de maio de 2009

Respirar a memória





Abri a janela
e o mar entrou.

Com ele veio
a manhã de outro Janeiro
o fogo da boca
a sede dos dedos.

O corpo adormecido
respirou a memória
mas não acordou.


*

12 comentários:

Adriana disse...

Com certeza tem memórias que nos fazem respirar para respirar
bom domingo

PreDatado disse...

Bom domingo.
Continua a abrir as janelas.

Duarte disse...

Inspirações que provoca a presença do mar e as brisas do tempo.

Abraço-te

Vieira Calado disse...

"Respirar a memória"

é uma bela frase.

Beijinhos

~pi disse...

adormecer a lembrar,

às vezes :)





~

delusions disse...

...respirou a memória e sonhou!




Bjinho*
Sofia

Carla disse...

memórias que queremos sempre preservar
beijo

Nilson Barcelli disse...

Dorminhoca... nem com o mar a entrar pela janela acordas...

Há memórias que nos adormecem, e são quase sempre de ternura.

Belas palavras querida amiga.
Beijo.

poetaeusou . . . disse...

*
acordei
num mar de maresias
em manhã de fogo
sedente de memórias,
,
conchinhas,
,
*

Duarte disse...

O que se escreve para ler não tem som, entende-se com a alma.

Beijinhos, meus

BlueShell disse...

O corpo cansado se perdeu no infinito do Tempo rogado...nunca mais vivido...e não há mar que vença o Tempo...nem onda que rompa o silêncio do sono que o corpo encetou!

Bj

BShell

Iana disse...

Uma andorinha nunca voa sozinha...:)
tem um jardim cheio de flores perfumadas... dá pra fazer um "ninho" :) Esta chegando o Verão!

Beijos e uma semana linda
a rosa amiga passou por aqui
Ian!!!