sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Asas




As minhas asas são as palavras.
Espelho de mim
mostram
o que ninguém vê.

Entrelaçadas nos dias
levam-me
por sobre áridos desertos
ao encontro da luz.

Até ti.


*

6 comentários:

Duarte disse...

Deixas cair as tuas penas ao desnudar as tuas asas...

Abraço-te

poetaeusou . . . disse...

*
as tuas palavras
são bençãos de luz . . .
,
conchinhas,
,
*

Brancamar disse...

As palavras da poesia sempre nos dão asas para voar e paradoxalmente traduzem também os nossos silêncios mais íntimos ao encontro dos sonhos e da vida...
Deixo beijos.

. intemporal . disse...

. sublime e bel.íssimo .

. "amei.de.amar" .

. e, .

. hoje deixo, .

. um hipotético "caminho": .

http://terracosdeumanjo.blogspot.com/

. um bom fim de semana .

. sempre e para sempre,,, .

. paulo .

Duarte disse...

Gostei, e voltei para uma reflexão pausada...
Sendo triste enamora, atrai!
Oxalá encontres essa luz... fazer-te-ia bem.
Até nos desertos se podem encontrar príncipes!

Beijinhos

. intemporal . disse...

. andorinha ,,, .



. saudades tantas . saber de si é urgente .

. um beijo, o de sempre,,,




. paulo .