quarta-feira, 11 de março de 2009

Fica!




Porque o sol brilha
e a manhã se espreguiça
devagar
em prenúncio de primavera

porque o mar continua azul
e há velas no horizonte
leves como voo de gaivotas

abro os olhos
estendo as mãos
e peço

Fica!

*

8 comentários:

Duarte disse...

Já estou aqui...

Pequena mancha branca
sobre a massa das águas,
voo caprichoso de gaivota,
tremem nela os meus olhos.

Beijinhos, pela compenetração

Paulo - Intemporal disse...

Fico, sim.

[apesar de não ser eu, o eu a quem te diriges]

Sublime este poema.

Belíssimo.

Bom fim de semana.

Odilon disse...

Apesar dos apelos nem sempre é possível atender. Fica a recordação ou o que não foi. Que não deixa de ser um ficar....

Daniel Aladiah disse...

Desejo final?...
Um beijo
Daniel

poetaeusou . . . disse...

*
fica . . .
fica a sensibilidade
de uma andorinha
que faz a primavera,
e que está gravado no,
Livro de Escrita . . .
,
pilipares de gaivotas, deixo,
,
*

~pi disse...

tão lindo

ser

andorinha

na

primavera!:)



beijo



~

Duarte disse...

Ainda podes vir ver as Fallas...!

Não fiques aí parada, vem...

Beijinhos

em azul disse...

Muito bonito!
Eu resolvi ficar.
Um beijo
em azul