terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Irlanda


Verde, verde sem igual.
Ovelhas brancas, pastando
na serena luz do Verão.
Terra de duendes e fadas,
lendas celtas , recordando
a magia da tradição.
Por aqui, vive-se a paz,
as ondas do mar gritando
a beleza deste chão.
A música sempre presente,
os violinos chorando
como chora o coração.

E em cada rosto marcado,
nos olhos azuis brilhando,
o orgulho desta nação..

Terra de chuvas e brumas
e penhascos verdejantes
descendo em verticais,
tem castelos e palácios
e aldeias importantes
dos tempos medievais,
abadias e mosteiros
e cavaleiros andantes,
às suas damas tão leais.

E os sonhos , fantasias,
de tempos já tão distantes
parecem quase reais.


*Agosto 2001

6 comentários:

Iara disse...

demais. belas palavras.
lugares belos assim, distantes e exoticos, se comparados ao nosso mundo, sao sempre grandes inspiraçoes para nossos sentimentos, afiados numa escrita como essa. um lugar que me deu vontade de ir agora.

Fernando Rozano disse...

belo texto...me trouxe um cd que comprei em Chester(Inglaterra) com canções irlandesas, belíssimo. obrigado pelo post maravilhoso. abraços.

Maria Luar disse...

"E os sonhos , fantasias,
de tempos já tão distantes
parecem quase reais."

Andorinha, sobrevoaste a Irlanda e trouxeste notícias de sonhos e fantasias que alargaram os horizontes da nossa imaginação.
Voa, voa, ave de arribação.
Eu vou contigo.
Abraço

darkinha disse...

tao lindo o texto e o sentimento que transmites através dele... amei

bjs delicados

Maria Luar disse...

Que o Deus Menino renasça em cada coração com Paz, Amor, Verdade, Honestidade, Igualdade, Liberdade, Amizade...

Abracinho

un dress disse...

letras verdes

belo verde prado...:)









bOm tempO ~