segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Madrugada



No azul que amanhecia
encontrei sinal de ti,
procurei-te no vazio,
tacteei os teus contornos,
enchi os sonhos de beijos,
acendeste os meus desejos
e, finalmente, vivi.



*Setembro 2002
.

10 comentários:

~pi disse...

esperança.

a porta toda aberta!



:)

ContorNUS disse...

...Lindíssimo...

Adriana disse...

Só existe uma palavra que resume suas colocções:BELISSIMO

Maria disse...

Belíssimo.............
Obrigada.

un dress disse...

alguém viveu!

comemoremos deus meu!! :)






.beijO

poetaeusou . . . disse...

*
viver
a madrugada da vida,
,
conchinhas
,
*

multiolhares disse...

o amor dá vida
beijinhos
luna

Carminda Pinho disse...

Olá Andorinha!
Grata pela visita.
Voltarei para "folhear" este teu "Livro de Escrita".
Beijos

© Piedade Araújo Sol disse...

Vivi!

Nos azuis das manhãs em que te vi...

beijo

Amaral disse...

Pequeno e belo!!!
Na madrugada me contemplo e me revejo.
Parabéns!