terça-feira, 2 de setembro de 2008

Como ... ?



Era um sonho,
nada mais que um sonho.

Quando lhe julguei tocar,
esfumou-se.

Como pode um sonho,
deixar uma marca tão funda?


*

8 comentários:

em azul disse...

Senti em mim como se fosse verdade.
Tu sabes do que falo! E, no fundo, sei que eras tu! Preencheste-me e eu a ti. Ambos sonhamos um verdadeiro sonho. Estávamos vivos, quentes... einda hoje sentimos esse toque.


Beijo
em azul

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Andorinha, um belo sonho muitas vezes pode tornar-se uma bela realidade... Espero que assim seja... Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Maria disse...

Hoje não tenho palavras....

deixo-te um beijo, andorinha

Duarte disse...

Que bonita que ficou a ponte assim! Que linda que é a minha terra!

Precisamente por isso,
foi um sonho...
Faze-Lo uma realidade,
nunca te arrependerás.

Que o consigas

Abraços

Marinha de Allegue disse...

A calidez arroupa no tempo...


Unha aperta.
:)

Multiolhares disse...

Existem sonos vividos, e sonhos por viver,
Mas como na vida tudo passa os sonhos também desaparecem
beijinhos

Carla disse...

porque há sonhos que são parte de uma realidade
beijos

Fernando Rozano disse...

sonhos e relidade muitas vezes se confundem e são vida em nossas vidas. lindo o poema. meu abraço.